sábado, 21 de junho de 2008

Filme / Amor ...

Hoje percebi que o amor pode ser comparado a um filme visto no cinema ...

Há sempre aqueles momentos únicos, expectaculares, deliciosos que vamos sempre recordar, mesmo quando chega o intervalo ... Neste intervalo a história daquele amor pára, saímos da sala de cinema e convivemos, esquecemo-nos um pouco da história de amor e distraímo-nos um pouco ... Mais tarde, entramos de novo na sala e lembramo-nos logo da história toda que já passou e continua a história de amor em que o final é " ... e viveram felizes para sempre!"...

Comparando isto ao amor: Ama-mos uma pessoa, passamos óptimos momentos com ela, momentos que nunca esqueceremos, mas ... por uma coisa ou por outra, por distância, por outro amor paralelo ou simplesmente porque supostamente não resultava, acaba aquela relação que julgávamos perfeita ... [INTERVALO] ... Mais tarde, recebemos uma sms "Tenho saudades tuas" ou "Quando voltas a entrar na minha vida e ficas cá para sempre?" ... São estas mensagens que nos fazem "entrar na sala" de novo e voltar a sonhar e a viver aqueles momentos que pensávamos que nunca mais se iam repetir!

Portanto, por mais que o "filme" [AMOR] tenha intervalos, nunca podemos julgar que o filme [RELAÇÃO] acabou enquanto o final não for "... e viveram felizes para sempre!"

10 comentários:

Black Kittie disse...

Olá :)

esperoque nunca desistas de nada na vida ...tudo vale a pena.

Beijocas

G.D.M. (Wolf) disse...

Adorei a tua analogia..

és muito querida...

O Sonho Comenda a Vida...

e Por mais que se lute ...quando se Ama verdadeiramente esse amor apesar de "intervalos" existirá para sempre...

Beijinhos e se faz favor... Ser Feliz... Ok...
rsrsrs

Menina disse...

Gostei da comparação =)

Os finais na vida deviam ser todos "happy endings"...era bem mais fácil..

Beijinhos*

Livre disse...

g.d.m (wolf):

Sim, vale sempre a pena lutar porque os intervalos nunca fazem com que o amor termine! Apenas uma pausa num filme que mais tarde recomeçará e tornaremos a ser felizes. :D

Livre disse...

Menina:

Os finais da vida são o que nós queremos que sejam! Somos nós que construimos o futuro, com recordações do passado e actos do presente .
Beijinhos *

Oxigénio disse...

garanto-te... os intervalos sabem sempre bem, porque depois deles.. o filme sabe ainda melhor...

Livre disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
helena disse...

Gostei!
Nunca me tinha ocorrido tal comparação.
Uma forma muito especial de encarar o amor.
Beijinhos

OLHAR VAGABUNDO disse...

mas os mais belos filmes de amor por vezes t~em um final real de mais...pois...isso tambem é vida...:)

beijo vagabundo

pandora disse...

Deliciosa essa analogia entre dois dos meus temas preferidos e como a compreendo. Já perdi a conta aos intervalos que o meu filme tem tido, mas sei que o filme ainda não acabou, apesar da quantidade de anúncios que alguns intervalos podem ter.