segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Fui como tu

Sou como tu. Desenhei foguetões, casinhas brancas com o telhado vermelho e uma árvore sempre maior que a casa, sonhei em ser bailarina ou trabalhar nas caixas do continente, pensava que a minha casa ia ser como a das barbies e que ia ter um marido como o Ken que me amava e que nunca me deixava, desenhava durante horas a minha mãe e o meu pai nas folhas que o vento levava quando eu abria a janela, cheguei a dançar com a música aos altos berros e depois chamava o meu pai e a minha mãe para verem as coreografias que eu fazia e ensinava ás minhas bonecas, assaltava a gaveta dos panos de cozinha da minha mãe e tapava as bonecas todas porque era a hora da sesta, fechava a porta da sala, baixava os estoros e depois ralhava com elas porque estavam sempre a fazer barulho, sentia-me uma educadora de infância completa, eu também nadei no mar com aquelas boias enfiadas nos braços que só me atrapalhavam, também bebi muitos "pirolitos", sorri sempre que o meu pai me mostrava caminhos novos onde pedalávamos horas sem fim e chegávamos todos sujos de lama a casa e agarrávamos na mangueira e lavávamos as bicicletas, eu também acordei várias vezes com o sol a bater-me nos olhos e digo-vos que estas pequenas coisas foram as melhores da minha infância, e tu ? Tives-te destas coisas na tua infância?

1 comentário:

Silêncio Prateado disse...

Belas palavras...
O teu cantinho em verde, o meu em rosa...

Gostei de te visitar.

Deixo o meu silencio